Notícias - Volei

15 de Agosto de 2005 ás 16:45

Mônica Monteiro/Ângela e Celso/Hevaldo conquistam última etapa Challenger do Circuito Nacional de Vô

 As duplas Mnica Monteiro/ngela (RS/DF) e Celso/Hevaldo (RO/CE) ficaram com o ttulo da quarta e ltima etapa Challenger do Circuito Banco do Brasil Vlei de Praia, em Rio das Ostras, no Rio de Janeiro. Na final masculina, Celso e Hevaldo derrotaram Lula e Adriano (PE) por 2 a 0, parciais de 20/18 e 18/14. Na deciso feminina, Mnica e ngela bateram Alexandra/Val (RJ) tambm por 2 a 0, parciais de 23/21 e 18/15. Andria Teixeira/Taiana (SP/CE) e Fabinho/Murilo (CE/PE) ficaram com a medalha de bronze.

O ttulo foi o primeiro da parceria Celso/Hevaldo. A vontade de vencer era to grande que Hevaldo no conseguiu extravasar depois do ponto final. O jogador nem pulou ou saiu correndo, como de praxe entre os campees. Ele apenas respirou profundamente.

A expectativa era grande h bastante tempo. Fomos bem no Challenger de So Lus, quando no espervamos chegar final. Por isso, achamos que as outras etapas seriam melhores ainda e no foram. Cheguei aqui sem acreditar tanto, mas conseguimos, desabafou Hevaldo, admitindo tambm que a responsabilidade de sua equipe era maior pelo fato de ter perdido a ltima deciso: Isso conta sim, ainda mais porque estvamos enfrentando os vencedores da ltima etapa, mas deu tudo certo.

O jogo comeou equilibrado, mas Lula e Adriano abriram vantagem no meio do set. Celso e Hevaldo conseguiram se recuperar e o placar ficou igual. No 19 a 18, Celso forou o saque e Hevaldo fechou com uma cortada sem bloqueio. Na segunda parcial, os campees abriram vantagem logo no comeo e souberam administrar a vantagem.

Nossa dupla est crescendo. Estamos saindo daqui com o sentimento de trabalho bem feito, finalizou Hevaldo, ainda mais animado porque a prxima etapa, em setembro, ser em Fortaleza, sua cidade.

ngela comanda o pblico aps o ttulo

ngela vibrou bastante com a conquista. A jogadora lembrou que recuperou nos ltimos tempos sua alegria no esporte e comandou a torcida aps a vitria. Ela explicou uma das razes do sucesso da sua dupla com Mnica Monteiro, que subiu ao pdio em todas as etapas Challenger do Circuito Banco do Brasil Vlei de Praia e conquistou dois ttulos.

Jogamos de maneira diferente em cada partida e isso complica bastante para as adversrias. No temos bola certa, cada hora uma ataca em uma posio e isso nos d vantagem, destacou ngela, lembrando das dificuldades enfrentadas na partida: O vento atrapalhou bastante, mas conseguimos ir bem. No primeiro set, perdamos por 14 a 10 e viramos para 15 a 14.

O bom rendimento da parceria nos quatro torneios do Challenger no tirou os ps do cho das atletas. ngela disse que a dupla no quer fazer planos para o futuro.

Temos que agradecer a Deus e aproveitar o dia de hoje. No ficamos pensando no que vir amanh, comentou ngela, agradecendo tambm o apoio da torcida: Em todo lugar que vamos, tem pelo menos uma parte do pblico do nosso lado.

Primeiro pdio da dupla Andria Teixeira/Taiana

O terceiro lugar de Andria Teixeira/Taiana foi o primeiro pdio da dupla no Circuito Banco do Brasil Vlei de Praia. O resultado tirou um peso das costas das jogadoras e deu ainda mais motivao para as prximas etapas.

Fomos bem na primeira etapa do Challenger, em So Lus, onde ficamos na quinta posio. Depois, eu e a Taiana adoecemos e ficamos em colocaes ruins nas duas etapas seguintes. Estvamos precisando disso para aumentar nossa confiana, vibrou Andria Teixeira, lembrando que a dupla estava apostando bastante nos torneios do Challenger: Ficamos em quinto na ltima etapa antes do Challenger, em Sinop, e criamos muitas expectativas. Estava um pouco frustrada, mas agora estou muito feliz.

Na partida que valia o bronze, Andria Teixeira e Taiana derrotaram Izabel/rika (PA/RN) por 2 a 1, parciais de 18/16, 14/18 e 21/19. Andria disse que no deixou de acreditar na vitria nem nos momentos mais difceis, como nos match-points que sua equipe precisou salvar.

Eu estava com alguma coisa dentro de mim dizendo que iramos vencer. Fiquei bem tranqila. Fiquei nervosa mesmo na partida que vencemos Sandra Mathias/Elaine (RJ/PE) e garantimos vaga na semifinal, revelou a atleta, elogiando o nvel da partida de hoje: Foi um grande jogo. A Izabel e a rika esto vivendo um bom momento e foi bem difcil.

Andria Teixeira/Taiana espera agora manter o ritmo nas prximas competies, quando as duplas que disputam o Circuito Mundial estaro de volta. Andria acredita que sua parceria est evoluindo:

Temos que trabalhar bastante ainda, mas estamos alcanando o nvel de jogo que desejamos. E agora vamos voltar ainda mais confiantes, avisou.

Fabinho e Murilo conquistam outro pdio

O terceiro lugar conquistado neste domingo na etapa de Rio das Ostras do Circuito Banco do Brasil Vlei de Praia encerrou com o brilho merecido a excelente campanha de Fabinho/Murilo no Challenger de 2005. A dupla alcanou a semifinal dos quatro torneios e, curiosamente, ocupou todas as quatro primeiras posies. Em So Lus, Fabinho e Murilo ficaram com o ttulo, em Palmas, com o vice, em Manaus, em quarto, e agora na terceira posio.

Mantivemos uma regularidade muito boa no Challenger. Alis, fizemos seis semifinais seguidas, j que conquistamos as duas primeiras etapas do Circuito Sul-Americano. Nossa confiana est l em cima, comemorou Murilo.

A dupla venceu hoje Pedro Grael/Juca (RJ/BA), de virada, por 2 a 1, parciais de 11/18, 18/13 e 15/7. Desconcentrados e atrapalhados pelo vento, Fabinho e Murilo deixaram os adversrios abrirem vantagem e perderam o primeiro set facilmente. Apesar disso, no se entregaram e ainda buscaram a vitria.

Conversamos ontem noite e combinamos de esquecer a derrota na semifinal. Se a vida fosse feita somente de primeiros lugares no teria graa. Queramos o ttulo, mas no podemos desprezar os adversrios. Conseguimos nos superar, depois de um incio ruim, e conquistamos mais esse pdio, disse Fabinho.

A dupla mais uma vez mostrou todo seu carisma e conquistou o pblico. Murilo, um dos jogadores mais brincalhes do Circuito, explicou essa relao de sua equipe com os torcedores:

Jogamos com alegria e, assim, alegramos a torcida. Somos privilegiados por trabalharmos no que gostamos e o pblico absorve isso, disse Murilo, que sempre levanta a torcida quando tira o bon e reverencia o parceiro Fabinho na conquista de um ponto mais bonito: Foi engraado no Sul-Americano. Jogamos no Equador e na Colmbia e o pblico ficou do nosso lado mesmo contra equipes da casa.

Fonte: Show do Esporte/Assessoria

Por: Show do Esporte

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
COMENTE AGORA